Consagração de Vini Jr. na Champions League tem participação de fisioterapeuta formado pela Unisanta 

694

O ex-aluno também já trabalhou com Gabigol e com as equipes do Santos FC e da Seleção Brasileira

Decisivo, Vini Jr. fez o segundo gol do Real Madrid neste sábado (1º), na vitória por 2 a 0 sobre o Borussia Dortmund, na final da Champions League, em Londres. Foi o segundo título do atacante na competição de clubes mais importante da Europa. Ele também se credencia a ser eleito, no final do ano, o melhor do mundo, algo que um brasileiro não consegue desde Kaká, em 2007. E tudo isso tem a participação de um fisioterapeuta formado pela Universidade Santa Cecília.

Gestor de Saúde e Performance de Vinicius Jr., Thiago Lobo, trilha uma trajetória marcada por formação acadêmica sólida e compromisso com a excelência profissional no campo da fisioterapia esportiva. Durante sua jornada acadêmica, Thiago não se limitou aos estágios obrigatórios. Buscou sempre oportunidades para aprimorar suas habilidades práticas.

“Participei dos estágios nos Jogos Abertos do Interior, atendimentos supervisionados em campeonatos locais e provas como a meia maratona de Praia Grande. Fiz atendimento aos nadadores da Unisanta e a atletas da região na clínica da Universidade, tanto esportes olímpicos quanto paralímpicos. Ajudei na formação do Nefe/Unisanta (Núcleo de Estudos de Fisioterapia Esportiva) e, o mais específico, no Santos Futebol Clube, onde realmente defini a área que queria atuar”.

Tempos de Faculdade 

Para o fisioterapeuta, a formação na Unisanta o ajudou em vários aspectos: “A formação generalista, mas que ao mesmo tempo me proporcionava um direcionamento específico para minhas áreas de interesse, o quadro de professores e funcionários em geral, o ambiente quase que familiar que envolve a Universidade proporcionaram muita segurança para meu desenvolvimento durante o período acadêmico e futuramente profissional”.

Ele completa dizendo que os recursos disponíveis na Unisanta foram fundamentais para sua jornada. “Desde a biblioteca até a clínica, que sempre foram espaços modernos e acessíveis aos alunos desde o primeiro momento, o olhar humano para a comunidade, acho que isso tudo leva um pouco desse DNA que foi impresso no período da formação e que estão comigo até hoje”.

Entre os professores que marcaram sua vida acadêmica, Thiago menciona com gratidão nomes como o do professor Avelino Buongermino, que não apenas o incentivou, mas também o acompanhou em diversas etapas de sua carreira.

“Avelino me ajudou a direcionar minha formação para o futebol e posteriormente foi meu coordenador, colega de trabalho no Santos Futebol Clube e hoje é um grande amigo. Outros que foram marcantes são o professor Marquinhos (Marco Antônio Ferreira Alves) e o professor Lozano, mestres na essência”, afirma.

Formação

A busca por conhecimento não cessou após sua formação, e o ex-aluno da Unisanta continuou investindo em especializações e cursos que o capacitaram ainda mais na área da fisioterapia esportiva. “Eu acredito em processo de formação e, dentro desse conceito, sigo buscando conhecimento e ferramentas que me ajudem a melhorar minha capacidade de solucionar problemas e ajudar pessoas”. Depois de concluir a faculdade de Fisioterapia, fez especializações em Fisioterapia Traumato-Ortopédica e Desportiva, Fisiologia do Exercício e Posturologia. Também concluiu cursos de Terapia Manual, Osteopatia, Mulligan, Maitland, Mackenzie, Crochetagem, Avaliação Biomecânica, Termografia.

“Sempre busco estar atualizado, participando de congressos e eventos. O último que participei foi o Congresso Fifa , o Isokinetic, em Madrid”.

Trajetória profissional

Sua passagem pelo Santos Futebol Clube foi crucial para consolidar a paixão pelo cuidado de atletas de alto rendimento. “Comecei minha carreira no Santos, onde estagiei desde o 2.º ano da faculdade, no final de 2002. Fui fisioterapeuta do Departamento de Futebol de Base durante 8 meses e na sequência fui promovido à equipe principal e coordenador do Departamento de Base. Em 2012, veio a primeira convocação para seleções de base do Brasil, na categoria sub-17. No ano seguinte passei a acompanhar as seleções sub-20 e olímpica, um ciclo que se encerrou em 2015”.

Sua primeira experiência internacional foi em 2016, quando trabalhou com o então atacante da Inter de Milão, Gabriel Barbosa, o Gabigol, na Itália. Pouco mais de um ano depois, também atuou em Portugal. No final do ano de 2017, retornou ao Brasil, para um novo ciclo no departamento de futebol profissional do Santos. Em 2019 foi convidado a trabalhar com o atleta que acompanha até hoje, Vinicius Jr., em Madrid.

Na mídia

Após cada partida, Thiago analisa todos os dados possíveis sobre a atuação de Vinicius, afirma reportagem do portal ESPN. “Desde informações simples, mensuráveis em estatísticas comuns, como minutagem, distância total percorrida e distância percorrida em alta velocidade, até outras mais complexas, como aquelas obtidas por um aparelho de termografia, que ajuda na detecção de áreas de sobrecarga muscular e faz parte da estrutura fixa na academia particular de Vinicius. Tudo isso sem falar na avaliação clínica e ortopédica e de níveis proteicos e de hidratação”.

Ainda de acordo com o site, esse processo acontece sempre após as partidas das quais participa Vinicius. “Trata-se de uma grande análise de tudo que acontece nas horas anteriores e do que acontecerá nas horas seguintes, projetando calendário e agenda de treinos do Real Madrid, para potencializar ao máximo a recuperação do jogador. A partir daí, há infinitas possibilidades: câmera hiperbárica, neuromodulação, trabalho ativo na academia, de maior força com aparelhos… Tudo sem sair de casa”.

Paralelamente ao trabalho como gestor de saúde e performance de Vinicius Jr., Thiago oferece consultoria personalizada para outros esportistas. Realiza ainda acompanhamento remoto, seleção e coordenação de staff pessoal de atletas, sempre ligados à saúde e performance. “Algo que eu fazia informalmente, durante muitos anos, pois muitos atletas que saíam do país viam a necessidade de se adequar à realidade mais exigente do futebol europeu, e que acabou, naturalmente, se incorporando à minha carreira”.

A trajetória de Thiago Lobo é um exemplo inspirador de como a paixão, aliada à educação, pode conduzir a uma carreira de sucesso. Sua dedicação e expertise no campo da fisioterapia esportiva o tornam uma figura respeitada não apenas no Brasil, mas também internacionalmente.

Leia mais: #OrgulhodeserUnisanta – Confira algumas histórias de sucesso de alunos e ex-alunos da Unisanta