Congresso Técnico dos Jogos da Unisanta define chaves e já aponta os primeiros confrontos e clássicos

56

Os representantes das 39 faculdades inscritas nos XXXVI Jogos da Unisanta participaram, na noite da última terça-feira (9/4), do Congresso Técnico da competição. Na oportunidade, as atléticas conheceram seus adversários na maior competição esportiva universitária do Estado de São Paulo, a ser realizada pela Universidade Santa Cecília, de 6 a 24 de maio.

Em clima de muita expectativa a cada bolinha sorteada, foram definidos os principais confrontos e identificados os clássicos da competição já na primeira rodada. No Futsal Masculino, por exemplo, destacam-se as disputas entre Fefesp Unisanta (atual campeã) x Direito Unip, Engenharia Unisanta x Educação Física Unip, Direito Unisanta x Arquitetura Unisantos e Biologia Unisanta x Odonto Unisanta.

Pelo society masculino, mais um clássico: Odonto Unisanta enfrenta Engenharia Unaerp. Também promete ser uma grande partida Fefesp x Engenharia Poli USP e FaAC x Direito Unisanta, no Voleibol Masculino. Já pelo Basquete Masculino, a campeã de 2018, Fefesp, enfrenta a FaAC, 5ª colocada no ano passado e Sistema de Informação Unisanta joga contra a Direito Unisanta.

No feminino as quadras também devem esquentar nos primeiros dias de competição. Educação Física Unip enfrenta a Ed. Física Fefis e a FaAC joga contra a Fefesp, no Futsal; a Engenharia Unisanta x Odonto Unisanta, no Basquete; além de Fefesp x Ed. Física Peruíbe e Engenharia Unisanta x Arquitetura Unisanta, no Society; e Farmácia Unisanta x Odonto Unisanta, no Voleibol. Confira aqui o chaveamento completo!

Segundo o presidente da comissão organizadora dos jogos e pró-reitor da Unisanta, Marcelo Teixeira, o Congresso Técnico é o momento em que as equipes já começam a notar seus enfrentamentos, as suas disputas e, com isso, a adrenalina e a emoção já começam a aparecer junto aos universitários.

Ainda segundo Teixeira, o Congresso se desenvolveu dentro da normalidade, inclusive algumas sugestões foram feitas pelos atletas e acatadas pela comissão organizadora. “É importante essa interação, participação do estudante junto com a comissão organizadora para eles se sentirem como partes integrantes desse processo, afinal de contas, eles também não só disputam as modalidades, mas também nos ajudam a organizar a competição”.

O presidente lembrou que a atléticas devem estar atentas com as datas oficiais da competição, como o dia 23/4, que é o prazo final para entrega das fichas dos candidatos a Rainha e Rei dos Jogos, entrega dos convites para abertura, entrega das relações nominais dos atletas por modalidade e entrega das bandeiras.

Estrutura modernizada e ampliada – José Luís Oca, coordenador técnico dos Jogos da Unisanta, acredita que a cada ano que passa, o nível técnico tem melhorado bastante, tanto da nossa Universidade, quanto das faculdades visitantes. “Neste ano, deverá ser um novo sucesso, um nível técnico muito bacana”.

O professor anunciou também duas novidades que irão colaborar com o aumento de nível da competição: a ampliação e modernização da quadra do society e a troca do piso do Ginásio Poliesportivo. “O Society teve aumento no comprimento e na largura, foi melhorada a questão dos refletores e foram trocados o gramado e a parte de alambrados. É como se fosse um novo Society. O contato entre os jogadores será menor com uma cancha maior. Como as traves também aumentaram um pouco de tamanho, acredito que teremos jogos com bastantes gols.”

Para o Diretor do Departamento de Educação Física e Esportes (DEFE) da Unisanta, prof. João Carlos de Souza Barros, os Jogos são formatados com uma equipe muito grande de colaboradores da Universidade, que, desde o começo do ano, realizam reuniões técnicas para fazer revisão no regulamento e realizar várias providências burocráticas. “Nós seguimos um protocolo para poder dar condições técnicas de segurança e promover um espetáculo educacional, cultural e esportivo”.

Esta é a primeira vez que a competição acontece com a direção do prof. Barros, que assumiu esta função após o falecimento de um dos idealizadores dos Jogos, prof. Milton José Ribeiro.

“Eu estou tendo a oportunidade de estar em um novo setor que já foi muito bem conduzido, durante todos esses anos, pelo colega e professor Mono. Então, é uma responsabilidade enorme, porque ele participou desde a primeira edição dos Jogos. Mas conto com a colaboração dos professores Oca, que tem muita experiência, Rosa, do departamento de natação, e Cláudio, colaborador do DEFE. E essa equipe é orientada pelo Dr. Marcelo Teixeira, que é indiscutivelmente um grande dirigente esportivo, ao lado de seu filho Marcelinho”, conclui o professor João.

Direção da Universidade – A presidente da Unisanta, profa. dra. Lúcia Teixeira, agradeceu a participação de todos os atletas e atléticas e lembrou como é difícil conciliar as atividades de liderança com as atividades acadêmicas, esportivas. “O coletivo e o congraçamento são as marcas dos Jogos da Unisanta, que, na verdade, o nome correto é Jogos da Baixada Santista ou até mesmo Jogos do Estado de São Paulo, porque é a oportunidade que o esporte universitário amador tem para mostrar seu valor, além de abrir portas para participação em competições estaduais e nacionais”.

De acordo com a profa. dra. Sílvia Teixeira Penteado, reitora da Unisanta, “o papel de cada uma das atléticas, dos nossos atletas, dos concorrentes, tem uma importância muito grande para que esse certame possa, mais uma vez, estar conectado. Não resta dúvida que esta é uma grande festa de confraternização, de torcidas”. Ela mencionou também a alegria dos jovens e sobretudo a demonstração de disciplina, de ordem e de preparo técnico dos competidores.