Alunos de Engenharia Mecânica e de Produção participam da 1.ª Corrida de Barcos, dia 10

112

Nesta sexta-feira (10), a partir das 19h30, na piscina do Ginásio Poliesportivo, os alunos do 3.° ano dos cursos de Engenharia Mecânica e de Produção da Unisanta participarão da 1.ª Corrida de Barcos. O coordenador dos cursos, Prof. Carlos Alberto Amaral Moino e o docente Eduardo Emery Quites estão como responsáveis por essa iniciativa.

O evento é inédito e visa incentivar os alunos a construir um barco acionado por controle remoto – eles não podem usar um controle pronto. Como forma de integrar alunos e professores na disciplina de Mecânica dos Fluidos, esse trabalho tem como seu principal objetivo estudar os conceitos de mecânica dos fluidos, com ênfase ao estudo do empuxo e estabilidade de corpos flutuantes.

A atividade é uma forma de estimular os estudantes a buscar na literatura as informações necessárias para o entendimento dos fenômenos físicos envolvidos.

Não haverá restrição quanto ao material a ser utilizado no casco do barco, porém os alunos deverão construí-lo. “Nós costumamos deixar livre ao máximo, para que haja criatividade”, diz o coordenador Moino.

Para isso, estão disponíveis o InovFabLab, laboratório de inovação tecnológica da Unisanta, e demais laboratórios dos cursos de Engenharia da Universidade. Na hora da montagem, o que vale é a criatividade.

Seguem algumas das outras regras que os alunos deverão seguir na hora da montagem do barco:

– A propulsão poderá ser feita por jato ou por hélice;

– O direcionamento poderá ser feito por leme, vela ou qualquer outro sistema que o grupo especificar;

– As dimensões máximas serão: 300mm por largura e 400mm por comprimento;

– Todos os barcos deverão transportar uma carga útil de 2kg (poderá ser uma garrafa com 2 litros de água) que será verificada no momento da competição. A posição desta carga fica a critério de cada equipe.

No dia da entrega do projeto, na sexta (10), haverá uma competição entre os barcos. A corrida será feita em três baterias com a soma dos pontos determinando o vencedor.

Vale ressaltar que em cada grupo é permitida a participação de até seis alunos, que deverão explicar, em um vídeo de até cinco minutos, como foi pensada e desenvolvida a construção do barco. Após o aval do professor, os vídeos devem ser postados na Internet.

Os alunos também deverão entregar um relatório, em papel, aos professores, contendo todas as informações que apresentarão em vídeo.