Marcelo Teixeira fala sobre atividades acadêmicas e Jogos da Unisanta pós-pandemia em live da Engenharia

166

Por Pietro Falbuon – estágio acadêmico

Mais de 400 estudantes acompanharam a transmissão ao vivo

Durante a tarde desta segunda-feira (18), o pró-reitor da Unisanta Dr. Marcelo Teixeira, a convite da atlética da Engenharia, participou de uma live pelo Instagram em que abordou diversos temas como o planejamento a longo prazo para o retorno das atividades no campus e a realização dos Jogos da Unisanta 2020.

O bate-papo proporcionou a todos que acompanharam vários esclarecimentos institucionais a respeito do período de pandemia em que estamos vivendo. Teixeira relatou a respeito das dificuldades que todos sofreram no início do período de quarentena, de modo que várias adaptações se fizeram necessárias, principalmente aos alunos dos cursos presenciais. Isso também incluiu os próprios professores da Universidade, que necessitaram reformular todas as suas dinâmicas de aula para um modelo de aula virtual, sempre honrando o compromisso com seus alunos.

Uma grande novidade que trouxe resultados positivos foi a utilização dos programas da Microsoft disponibilizados pela universidade aos alunos do curso presencial.

O projeto Hope Shields, que tem como objetivo produzir máscaras de proteção de rosto para os profissionais que estão na linha de frente do combate à Covid-19, foi outro assunto abordado. Realizado em parceria entre a Unisanta, o Rotary Club de Santos-Porto e o Rotary Club Satélite de Santos-Porto, o projeto já entregou 1000 máscaras e conta com uma vaquinha virtual no Instagram @hopeshields4420 para a confecção de outras.

“Tenho certeza que conseguiremos confeccionar novas máscaras para os hospitais e locais que estão atendendo os doentes. Ficamos emocionados de ver uma forma de o profissional não só salvar vidas, mas de se proteger também. Parabéns ao Rotary e à Universidade, que continuam fazendo esse projeto, não só para os hospitais da cidade, mas também para outros hospitais desde São Sebastião ao Vale do Ribeira, que souberem da iniciativa. É um momento importante, de dificuldades, mas qualquer tipo de valor será importante para continuar o projeto”.

Os jogos virtuais também foram tema da conversa, pois com o isolamento social, o número de jogadores subiu drasticamente e isso trouxe à tona o questionamento sobre o possível ingresso de modalidades de e-sports em futuras edições dos Jogos da Unisanta, principalmente após o curso de Engenharia inovar e implementar os primeiros times de jogos eletrônicos. O pró-reitor afirmou que essa possibilidade é muito válida e que já existem estudos sendo realizados pela própria Universidade para ampliar a infraestrutura na área futuramente.

O assunto mais esperado durante a live veio ao final para encerrar com chave de ouro a conversa, a XXXVII edição dos Jogos da Unisanta. Para iniciar a discussão, Marcelo Teixeira contou um pouco da história por trás deste que é o maior evento universitário da Baixada Santista. Relembrou momentos marcantes como a tradicional rivalidade entre a Engenharia Unisanta e Fefesp, duelo que já vem ganhando destaque em pódios nos últimos 20 anos.

Para concluir, o representante da universidade esclareceu sobre a realização do evento tão aguardado. Como já sabemos, os jogos estão marcados para o fim de agosto, mas não descartou a possibilidade de um adiamento: “Nossa prioridade, ao retomar das atividades acadêmicas, será a realização das aulas práticas perdidas no primeiro semestre, para que, assim, tanto aqueles que estiverem se formando, como nossos calouros ao final do ano, tenham cumprido todas as aulas práticas que são necessárias para o aprendizado.” Não hesitou em afirmar que o tão aguardado evento irá ocorrer em algum momento no segundo semestre, entretanto será necessário adotar algumas medidas exclusivas para resguardar a saúde de todos os envolvidos.

Teixeira encerrou o bate-papo com uma mensagem de otimismo. Diante de um momento tão crítico e de tanta dor, ficará o legado do amor, da compaixão, da solidariedade, das pessoas ajudando o próximo e da valorização da família. O dirigente da Unisanta finalizou dizendo: “Ficarão lições muito importantes de hoje para frente. Quando refletimos pela dor, a evolução espiritual é ainda maior. A vida e o mundo serão melhores de hoje em diante, tenho certeza disso”.