Plataforma Trabalho Trocado vence o II Hackathon da Unisanta

342

Uma maratona com o objetivo estimular estudantes de graduação a criar soluções digitais para o desenvolvimento de Santos. Essa era a meta da Hackathon Unisanta e foi concluída com sucesso.

Sete grupos, compostos por quatro/cinco estudantes cada, desenvolveram em quatro horas, na tarde do último sábado (9), projetos tecnológicos com o foco na economia sustentável da Cidade. Os alunos contaram com o auxílio de mentores nas áreas de economia criativa e tecnologia. No final os projetos foram apresentados para uma banca avaliadora, Pitches (apresentação verbal) de oito minutos. Entre os critérios de avaliação: impacto social, inovação, viabilidade técnica e potencial de empreender.

A equipe vencedora foi composta pelos alunos Jorge Rodrigues (Engenharia de Computação Unisanta), Carlos Gizbert (Sistemas de Informação Unisanta), Kaique Martins Pereira (Arquitetura Unisanta) e Aparecida Oliveira (Fatec/ SP).  Eles criaram a plataforma Trabalho Trocado, uma troca de serviços que os usuários pagam com outros serviços, como uma moeda alternativa. “Comparando com as soluções que já existem no mercado, queríamos trazer a inovação tecnológica com a ideia. Já existem serviços de troca de trabalho, mas não tão bem implementados na tecnologia. Vamos colocar sistema nele e agregar valor e soluções”, afirma Carlos Gizbert.

Um aplicativo chamado Criathon, que tem por objetivo reunir voluntários que querem doar seu tempo livre realizando atividades em instituições filantrópicas da Cidade, foi apresentado pelo grupo que ficou com o segundo lugar. A equipe, composta pelos estudantes, Mayara Ramaciotti (Arquitetura Unisanta), Diego Gonçalves (Direito Unisanta), Marcos Rigueiral, (Engenharia de Computação Unisanta), Natan Silva (Sistemas de Informação Unisanta) e Fágner Bonfim (Administração Strong Esags), afirma que o objetivo principal do projeto é ligar duas pessoas.

“Acho bacana, principalmente para gente que está na faculdade, este tipo de atividade, porque permite ter uma visão mais ampla tanto do mercado quanto da questão da humanidade, além da criatividade. Eu acho bem bacana desenvolver esse lado mais humanitário e criativo”, afirmou Mayara Ramaciotti.

O terceiro lugar ficou com o projeto Scambu, que tem como objetivo incentivar as pessoas a desenvolverem agricultura urbana sustentável. “Queremos estimular a pessoa a conseguir produzir o seu alimento e às vezes até poder vender e usar como renda, evitando o desperdício”, afirmou Vitor Henrique, integrante da equipe e aluno de Sistemas de Informação da Unisanta.

“Um restaurante de um bairro consome uma X quantidade de alface e X de rúcula, por exemplo. Em nosso portal, ele terá acesso a todas as pessoas que produzem ali, próximos a ele”, completou Allan Eric Jepsen, do curso de Sistemas de Informação da Unisanta. Também fizeram parte do grupo: Carmen Santo, estudante de Farmácia da Unisanta, e Camila Correia, aluna de Arquitetura.

Na oportunidade, também foi premiado o Destaque na disciplina de Gestão da Inovação do curso de Engenharia de Computação. o trabalho vencedor foi o PinacotApp – Aplicativo de Eventos na Pinacoteca Benedito Calixto.

Ampla programação – Além da maratona entre os universitários, o público também pôde participar de palestras, roda de conversa, workshops e oficinas .

A programação antecipou os debates sobre o tema que estará em pauta em Santos, no mês de junho de 2020, quando Santos será sede do Encontro Anual de Cidades Criativas da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Na palestra de abertura, diretora executiva e presidente do LAB 4D, Laboratório de Inovação de Impacto, Denise Covas Borges, falou sobre Universo criativo – Desafios para a cidade de Santos. A reitora e a presidente da Unisanta, profas. Silvia Teixeira Penteado e Lúcia Teixeira, estiveram presentes.

Ainda como parte da programação, o evento contou com uma Roda de Conversa, com o tema Os jovens integrados na Cidade Criativa Entre os participantes: o diretor do Escritório de Inovação Econômica da Prefeitura de Santos, André Falchi Bueno, a consultora de Negócios do Sebrae-SP, Patrícia Ovalle, e a docente do mestrado em Direito da Saúde da Unisanta, Profa. Dra. Patrícia Gorisch. O editor-chefe de Jornalismo do Sistema Santa Cecília de Comunicação, Gustavo Klein, foi o mediador da conversa.

Para finalizar, os alunos da Unisanta Luiza Cariani e Aguinaldo Junior falaram sobre Introdução ao mundo cosplay.

Exposições – Entre as dezenas de atividades, o Laboratório de Inovação Tecnológica da Unisanta (InovFabLab) realizou uma exposição com a Recicladora de filamentos plásticos para impressora 3D. O coordenador do laboratório, o engenheiro Sérgio Schina, o aluno de Engenharia Elétrica, Gabriel Nacano, e Ricardo Steger Giangiulio apresentaram uma máquina que reutiliza materiais plásticos descartados.

Já a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da instituição realizou a Montagem de um Mini Parklet, um espaço de convivência com a utilização de pallets (estrado de madeira ou metal).

O Cineclube Lanterna Mágica também esteve presente e promoveu uma Sessão Imersiva de Cinema em comemoração aos seus 20 anos. Os participantes puderam experimentar as possibilidades sensoriais do cinema, com narrativas imersivas a partir de filmes, gastronomia e jogos de tabuleiro.

Ainda na área de Cinema,  foi realizada a exposição Engenharia do Cinema, com o tema Sucesso além de Santos. Ex-aluno de Engenharia da Computação, Gabriel Fernandes mostrou para o público projetos que englobam cinema, televisão e serviços de streaming que fizeram sucesso pelo mundo e nasceram em Santos e na Baixada Santista. Também estiveram presentes, a produtora de elenco do filme Sócrates, Mayara Batista, que falou sobre os bastidores da gravação feita na Baixada Santista e Denis Simoneto Miranda, um dos criadores da Turma do Cinema. A equipe realizou um quiz e sorteio de brindes que movimento o público presente.

Participaram ainda: Mosh Escola de Arte, Morada da Floresta, rede Oxigênio Criativo, Piel Mundo geek, Logic Minds,  Supergeeks, Divertidosos e Supera.