Dia do Meio Ambiente – Laboratório de Ecotoxicologia: 25 anos como referência em pesquisas e ensaios ecotoxicológicos e ambientais

276

O Laboratório de Ecotoxicologia Professor Caetano Belliboni (Lecotox), da UniversidaBiologiade Santa Cecília (Unisanta), fundado em 5 de junho de 1991, comemorará 25 anos em 2016, sendo o primeiro no País a obter o Certificado de Qualidade Internacional ISO 9002, para a realização de ensaios de toxicidade em efluentes líquidos e amostras ambientais. Desde 2006, o Lecotox está acreditado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – INMETRO de acordo com os requisitos estabelecidos na norma da ABNT (NBR ISO/IEC 17025). Essa acreditação junto ao INMETRO refere-se à excelência na realização das atividades de prestação de serviços.

Há 25 anos, o Laboratório de Ecotoxicologia realiza importantes estudos ecotoxicológicos e ambientais. Durante esses anos, também foram realizados cerca de 3 mil ensaios de toxicidade atendendo a demandas de diversas empresas, tanto do Polo Petroquímico de Cubatão e do interior do Estado de São Paulo, como de outras regiões do país.

Dentre as atividades desenvolvidas pelo Lecotox, destacam-se as atividades de ensino, formação e aperfeiçoamento, com uma equipe altamente capacitada, formada por mestres e doutores reconhecidos na área, atua ativamente junto ao meio acadêmico, ministrando aulas teóricas e práticas em diversos cursos e níveis educacionais, desde o ensino fundamental até a pós-graduação (Lato Sensu e Stricto Sensu), tanto para alunos da Unisanta, como de outras instituições. Neste sentido, a equipe do Lecotox também contribuiu para a elaboração e consolidação do Programa de Mestrado em Sustentabilidade de Ecossistemas Costeiros e Marinhos.

Quanto às atividades de pesquisa, o Lecotox representa referência, participando de diversos projetos, tanto individuais, como em colaboração com diversas instituições de ensino e pesquisa nacionais e internacionais, tais como: Unifesp, Unesp, USP, UFSCar, UFSC, FURG e Universidades de Murcia, Granada, Alicante e de Cádiz – Espanha; Universidades do Algarve, Nova de Lisboa, Aveiro e Coimbra – Portugal. Dentre esses projetos, destacam-se: Integrated Ecological Coastal Zone Management System – ECOMANAGE; Efeito do CO2 sobre a biodisponibilidade de contaminantes em sedimentos marinhos associados a vazamentos de reservatórios petrolíferos (ECO2Mar); Diagnóstico de resíduos sólidos, efluentes líquidos e fauna sinantrópica nociva nos portos de Santos e São Sebastião; Desenvolvimento de protocolos para a avaliação de risco ambiental de produtos farmacêuticos introduzidos em ecossistemas marinhos – AMBMAR.

A produção derivada dessas atividades de pesquisa e formação de recursos humanos representa um total de 73 (setenta e três) artigos publicados em revistas especializadas, mais de 100 (cem) publicações em congressos e seminários, 15 (quinze) capítulos em livros, diversas orientações totalizando 116 (cento e dezesseis) alunos (doutorado – 6; mestrado – 30; iniciação científica IC/TCC – 80) e 12 (doze) estudos premiados em eventos, sendo que todas essas atividades foram desenvolvidas tanto em âmbito nacional, como internacional.

Os membros da equipe do Lecotox também participam de várias atividades junto à sociedade, tais como: representação no Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente da Cidade de Santos (CONDEMA – Santos); Fundação Parque Tecnológica de Santos (FPTS); Comitê de Bacias da Baixada Santista; Grupos de trabalhos de normatização da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT); Formação em Recursos Humanos em Ciência do Mar (PPGMar – CIRM); Unidade de Pesquisa, Monitoração e Manejo com Sustentabilidade Ambiental da Agência Nacional de Petróleo – (UPMMSA-ANP), entre outras atividades ligadas à área ambiental.

A equipe do laboratório de Ecotoxicologia está sob a direção do Eng. Antônio de Salles Penteado e é formada pelos Professores Aldo Ramos Santos (Doutor em Engenharia), Augusto Cesar (Doutor em Ciências Biológicas); Camilo Dias Seabra Pereira (Doutor em Oceanografia); Mery dos Santos Filho (Mestre em Química), Fernando Sanzi Cortez (Mestre em Ciências e doutorando em Biodiversidade), Fábio Hermes Pusceddu (Mestre e doutorando em Ciências).