Alunos de Jornalismo desenvolvem jornal especial sobre as Eleições de 2020

62

Em razão do ano eleitoral, os alunos do terceiro ano de Jornalismo da Universidade Santa Cecília desenvolveram um jornal especial sobre o assunto. Existente desde 1996, o Primeira Impressão, como é chamado, é desenvolvido na disciplina de Gêneros Jornalísticos e Reportagem IV e no Laboratório de Produções Jornalísticas II.

Esta edição especial traz matérias que abordam assuntos pertinentes ao tema, como o desenvolvimento das campanhas eleitorais na pandemia, a representatividade feminina na política, análise do cenário político municipal por um cientista político e perfis de candidatos à Prefeitura de seis cidades da região.

Com a orientação dos professores Francisco La Scala Júnior, Fernando de Maria, Nara Assunção e Fernando Cláudio Peel, os alunos desenvolveram, neste ano, dois jornais e estão trabalhando na terceira e última edição de 2020. O primeiro girou em torno das Olimpíadas, foi feito quase inteiramente antes da quarentena, o que tornou a experiência do Primeira Impressão Eleições completamente diferente.

“Essa cobertura eleitoral é feita desde que o jornal foi criado, ou seja, há 25 anos. Infelizmente, neste ano, por força da pandemia, nós não fizemos a cobertura ao vivo”, comentou o professor La Scala, que ressaltou a diferença de desenvolver um jornal sobre as eleições em um momento como esse. Mesmo com desafios, o resultado foi positivo. “Eu quero até aproveitar esta oportunidade para parabenizar todos os alunos do terceiro ano pela grande cobertura que fizeram, que foi trabalhosa e difícil. O jornal ficou muito bonito, ficou muito bom e estou orgulhoso”.

Segundo ele, um trabalho como esse tem uma grande importância para os alunos, já que pode prepará-los para o mercado de trabalho. “Política é um setor que gera muito emprego para jornalistas, porque, se você considerar, todo político tem uma assessoria de imprensa, então imagine quantos empregos você gera a partir daí”.

O aluno Vitor Leutz, que escreveu sobre um santista que busca um cargo de vereador em Belmonte, na Bahia, contou que a pandemia tornou tudo mais difícil, mas ficou satisfeito com o resultado do jornal Primeira Impressão. “Foi mais difícil por conta da pandemia, mas o jornal saiu e eu estou muito feliz. Deu trabalho, mas no final a gente fica emocionado de ver o resultado”.

Prêmios – O jornal Primeira Impressão já recebeu o Prêmio Giusfredo Santini, em 1999, conferido pela Câmara Municipal de Santos, por uma reportagem especial sobre o comércio de ossos nos cemitérios da Cidade. Nesse mesmo ano, foi um dos cinco melhores jornais-laboratórios do Brasil no Intercom, o principal congresso acadêmico brasileiro de Comunicação.

Para conferir o jornal completo, acesse aqui.