Unisanta tem três dos cientistas mais influentes do mundo em seu corpo docente, segundo revista norte-americana

604

Três dos cientistas mais influentes do mundo, Prof. Dr. Miguel Petrere Junior, Profa. Dra. Alpina Begossi e Prof. Dr. Tomás Ángel del Valls Casillas fazem parte do corpo docente dos cursos de Mestrado em Ecologia, em Auditoria Ambiental e Ciências e Tecnologia Ambiental e de Doutorado em Ciências e Tecnologia Ambiental da Universidade Santa Cecília (Unisanta). O ranking foi publicado no dia 16 de outubro deste ano e elenca os 100.000 cientistas mais influentes do mundo, dos quais 600 são brasileiros.

O material foi divulgado pelo respeitado jornal científico mensal PLOS Biology, da Biblioteca Pública de Ciências dos Estados Unidos, com o título “Updated science-wide author databases of standardized citation indicators” (“Bancos de dados científicos de autores de indicadores padronizados de citação atualizados”). A lista foi feita por uma equipe da Universidade de Stanford liderada pelo médico estadunidense John Ioannidis. A pesquisa se baseou no banco de dados de resumos e citações de artigos acadêmicos, Scopus, que é propriedade da empresa neerlandesa de informações analíticas Elsevier.

Os cem mil cientistas mais influentes do mundo foram selecionados por meio do número de citações que constam no Scopus até 2019, ou seja, os cem mil cientistas mais citados em artigos acadêmicos, desde o início de suas carreiras até o final de 2019, constam nesse ranking. Também foi feito outro ranking analisando o desempenho individual dos cientistas apenas no ano de 2019.

Miguel Petrere Jr, um dos docentes da Unisanta citados na lista, é licenciado em Filosofia e Matemática pela antiga FFCL – Sorocaba, Mestre em Ecologia pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM/ INPA) e PhD pela School of Biological Sciences – University of East Anglia, no Reino Unido. Petrere é professor livre-docente aposentado do Departamento de Ecologia na Unesp, professor titular credenciado em Ecologia Aquática e Pesca na Unisanta, professor titular-livre  na Universidade Federal do Pará (UFPA – campus de Belém), membro titular da ACIESP (Academia de Ciências do Estado de São Paulo) e Fellow da The Linnean Society of London. Com 158 artigos publicados em revistas nacionais e internacionais, ele atua principalmente nos seguintes temas: diversidade, Amazônia, ecologia de peixes e da pesca, ecologia de represas, manejo de estoques pesqueiros continentais e marinhos, usando modelos matemáticos e estatísticos tanto analíticos como de simulação.

A Profa. Dra. Alpina Begossi é outra docente da Unisanta que consta no ranking. A Dra. Alpina é graduada em Biologia pela UFRJ, tem mestrado em Ecologia pela Unicamp, doutorado em Ecologia pela Universidade da Califórnia em Davis e dois pós-doutorados na Universidade Harvard, nos Estados Unidos e na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Ela atua na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia Humana, Pesca e Ecologia de Pescadores, com 123 artigos em periódicos especializados, 22 trabalhos em anais de eventos, 30 capítulos de livros e 10 livros publicados.

Atualmente ela é pesquisadora no CAPESCA/NEPA/UNICAMP, professora credenciada no quadro permanente da ECOMAR/UNISANTA e coordenadora do Fisheries and Food Institute (FIFO), um instituto para a Pesca, Diversidade e Segurança Alimentar sediado na Unisanta. Ela também colabora em pesquisas com a Academia de Ciências de Belarus, University of Dubrovnik, Croácia, e no Projeto Tradition (A. Colonese, Barcelona).

O terceiro docente da Unisanta citado é o Prof. Dr. Tomás Ángel del Valls Casillas. Nascido na Espanha, ele é graduado em Ciências Marinhas pela Universidade de Las Palmas de Gran Canaria e doutorado em Engenharia Química, Universidade de Cádiz, e tem experiência em Oceanografia, focada na avaliação da qualidade ambiental de ecossistemas de água doce e marinhos. Com décadas de experiência e liderança em projetos de preservação e com mais de 200 publicações de pesquisa revisadas por pares, o Prof. Dr. Del Valls é um pesquisador internacionalmente conhecido e premiado em oceanografia, ecotoxicologia marinha e ciências ambientais. Atualmente ocupa o cargo de Professor Catedrático de Físico-Química na Faculdade de Ciências do Mar e Ambiental da Universidade de Cádiz/Espanha e é cientista sênior e professor de Ecotoxicologia, Oceanografia, Ciência e Tecnologia Ambiental na Universidade Santa Cecília.