Alunos da Unisanta, integrantes da ONG Engenheiros Sem Fronteiras, realizam maratona para estudantes do Ensino Médio

69

Estabelecido pela ONU em 1999, o Dia Internacional da Juventude é uma oportunidade de governos, empresas e organizações abordarem questões importantes para a parcela mais jovem da população, e o grupo Santa Cecília levantou essa bandeira de 12 de agosto. A data foi comemorada pelos estudantes de Engenharia da Unisanta, integrantes da ONG Engenheiros Sem Fronteiras – Santos (ESF), que tem a sua sede na Unisanta, com a promoção de uma maratona por videoconferência.

A ação do ESF aconteceu dias 15 e 16 de agosto e envolveu estudantes, de 15 a 18 anos, de toda a Baixada Santista. A dinâmica da “competição” consistia na apresentação de soluções para problemas educacionais crônicos que acometem o Brasil (e possivelmente todo o resto do mundo também), tais como problemas na infraestrutura das escolas, desinteresse dos alunos e empecilhos na qualificação da formação dos professores.

Os alunos, em grupos de até cinco pessoas, deveriam enviar as soluções boladas para tais impasses no formato de pitch (uma apresentação rápida com o intento de “vender” uma ideia), em vídeos de cerca de dois minutos para convencer a banca composta por membros da ONG realizadora.

O resultado final dos Top 3 vencedores será divulgado no dia 30/08, em uma live no Instagram do núcleo (@santos_esf). O prêmio para a equipe vencedora será de R$ 250,00, além da possibilidade de implementar o projeto com o ESF Santos.

Neste ano, mesmo com os transtornos da pandemia, o Brasil mais que quadruplicou as atividades de celebração do Dia Internacional da Juventude (com mais de 800 em comparação a 152, em 2019), batendo mais uma vez o recorde mundial de engajamento. E a Unisanta esteve presente nessa celebração por ter participado do movimento International Youth Day Brasil, organizador das comemorações brasileiras no dia 12. Neste ano, o tema escolhido pela ONU foi “Engajamento Jovem para Ação Global”.

Além da competição, o evento contou com um ciclo de palestras de profissionais de educação da rede pública e privada, para estimular a criatividade e o engajamento dos jovens nesta área essencial para qualquer país civilizado.