Tep-Unisanta apresenta O Baú de Candoca no Consistório, dia 24/11, na Unisanta

104

Encerramento do Ciclo de Leituras Beatriz Rota-Rossi

Fechando um arco iniciado em fevereiro deste ano, a artista Beatriz Rota-Rossi será lembrada e homenageada mais uma vez através do encerramento do CICLO DE LEITURAS que leva o seu nome, uma iniciativa do grupo TEP – Teatro Experimental de Pesquisas da Unisanta, que conduzirá o cerimonial através da apresentação, na íntegra, do espetáculo O BAÚ DE CANDOCA, montado a partir do conto de mesmo nome gentilmente cedido ao grupo pela artista.

Esta apresentação de O BAÚ DE CANDOCA acontecerá no próximo dia 24 de novembro, a partir das 19 horas, no Consistório da Unisanta, exatamente onde todo o processo de estudos para a montagem do espetáculo teve início há 10 meses, com entrada franqueada aos interessados e convidados.

Como os demais contos de Beatriz, sempre em tonalidades poéticas e memorialistas, com profundo acento nas questões sociais, O BAÚ DE CANDOCA aborda, num entrelaçado de reflexões, a existência de personagens reais que nos habitam em atualidades, com citações que instigam o reconhecimento de suas importâncias e singularidades.

Beatriz Rota-Rossi, mestra de mestres, 48 anos em salas de aula, interrompidos somente com sua aposentadoria, em 2021, é uma das mais queridas e atuantes artistas da região, com extensa obra pictórica e tridimensional, cuja temática de abordagem e representação atravessou décadas a defender valores essenciais para as relações humanas, em que a justiça social sempre figurou como válvula motriz para suas abordagens artísticas, e, para alegria e júbilo do grupo, uma das suas mais assíduas colaboradoras.

O espetáculo começou a ser desenhado a partir de uma série de leituras dramáticas do texto original, já adaptado para teatro, levadas a público a partir de fevereiro deste ano, passando então por extensivos ensaios preparatórios e apresentações experimentais de recortes do texto para avaliação efetiva dos seus momentos de desenvolvimento. Nesta trajetória, passou pelo 27º Fescete, em que foi avaliado, recebendo destaques em algumas categorias da montagem.

Entre as apresentações do espetáculo, destaca-se também sua passagem pelo 65º Festa, selecionado entre os grupos da região para fazer parte da mostra, cujo histórico e longevidade fundem-se aos registros do desenvolvimento do grupo TEP, que comemorará, no próximo período, 55 anos de sua criação, o que faz com que seja reconhecido como um dos mais antigos e produtivos grupos de teatro da nossa região.

Além do texto da Beatriz, a montagem de O BAÚ DE CANDOCA contou com música especialmente composta para este trabalho por Julinho Bittencourt, parceiro de data em várias montagens do TEP, e trilha sonora incidental especialmente elaborada pelo artista multimídias Jota Amaral, em sua segunda e brilhante colaboração com o grupo.

O espetáculo conta para a composição do seu elenco com os atores Adilson Secco, Cesar Magalhães, Cícero Pinto, Edelvira Azevedo, Fabiano Santos, Lilian Rocha, Livia Mendes e Mariana Gomes, cuja faixa etária destes participantes varia entre 16 e 74 anos, uma das características do grupo, contando também com Lilian Rocha, na preparação vocal, Fabiano Santos, responsável pela preparação corporal, e Livia Mendes, como assistente de direção.

Completam a ficha técnica Rose Magalhães, responsável pela criação das maquiagens que caracterizam as personagens da montagem, Lindalva Parolini, que assina junto ao diretor do espetáculo, Gilson de Melo Baros, a criação e elaboração dos figurinos, assim como Tales Ordakji e Pedro Paulo Zupo, produtores do grupo e do espetáculo, respectivamente.

A todos um bom espetáculo.

 

SERVIÇO – CONSISTÓRIO UNISANTA

Rua Osvaldo Cruz, 277 – Térreo. Santos SP