Formada na 2.ª turma de Direito da Unisanta, Vanessa Morresi é presidente da AATS

216

Apaixonada pela Justiça do Trabalho desde a graduação, a advogada Vanessa Morresi, formada na 2.ª turma da Faculdade de Direito da Universidade Santa Cecília – Unisanta, está à frente da Associação dos Advogados Trabalhistas de Santos e Região (AATS) como presidente da entidade nas gestões dos biênios 2021/22 e 2019/20. Essa entidade, sem fins lucrativos, foi fundada em 1977 e reúne advogados militantes na justiça especializada laboral.

“Uma presidente de Associação precisa estar conectada com os anseios da advocacia trabalhista da região, bem como as alterações da lei, o que impacta nos direitos dos reclamantes e reclamadas, além de ter um bom relacionamento com as demais instituições como TRT2, TRT15 e órgãos de classe”, afirma.

Estar como presidente é um trabalho voluntário, pois o associativismo é algo importante para qualquer classe profissional. Valorizar a força da categoria ou segmento e preservar as memórias sobre o papel da sua profissão são pontos preponderantes na missão de Vanessa. “É preservar os direitos conquistados ao longo da história”, diz.

Há, também, seu papel social como advogada, pela AATS, a qual realiza com muita classe, com lives abertas para aqueles interessados no debate sobre o direito do trabalho e trabalho social. Nesse sentido, existe um cuidado especial com a nova geração de advogados. “Criamos o projeto piloto da AATS com a Unisanta, contribuindo com a visão do advogado militante em uma audiência, aliando com a visão do magistrado e do advogado para despertar o interesse pela área trabalhista”, conta.

No período em que cursou Direito pela Unisanta, encantou-se com as aulas do professor Luiz Carlos Godoy, desembargador e docente da Unisanta. “Me apaixonei pela área do trabalho, justamente porque eu tinha aula com o professor Godoy e, quando saí da faculdade, já tinha certeza que queria a área trabalhista”, relembra, ao comentar suas experiências durante os cinco anos de curso.

A escolha pela Universidade foi feita com base em avaliações, observando o corpo docente, sua história e a seriedade da instituição. Desta forma, depois de formada e com todo o conhecimento adquirido na Unisanta, consegue aplicá-lo “na prática do dia a dia, ciente de que o estudo contínuo faz toda a diferença em um profissional de ponta.”, acrescenta.

Antes mesmo de se formar, já havia notado a importância de uma pós-graduação. “Já saí da faculdade querendo me especializar na área trabalhista e a universidade teve um papel fundamental nisso. Nosso professor Júlio Ogasawara, desde o 1.° ano, avisava que tínhamos que nos preparar para o nosso 6.° ano e foi isso que eu fiz”, fala.

Para tal, foi preciso estudar pelo código civil antigo e se atualizar quando houve a alteração. “Nossa profissão é maravilhosa porque faz o profissional pensar todos os dias em soluções novas para o mesmo problema pelo dinamismo do direito e do mercado”, conclui.

Sobre a AATS – A Associação dos Advogados Trabalhistas de Santos e Região tem como objetivo cooperar para o bom funcionamento da Justiça do Trabalho, sugerindo medidas que visem a seu aprimoramento e também: proporcionar melhores condições para o exercício do múnus público trabalhista (obrigação imposta por lei, em atendimento ao poder público, que beneficia a coletividade e não pode ser recusado, exceto nos casos previstos em lei), colaborar com as demais entidades representativas de advogados, em especial a Ordem dos Advogados do Brasil em todas as questões que digam respeito aos interesses da advocacia, além de promover e incentivar o estudo do Direito do Trabalho.