“Sempre tive muita paixão em criar conteúdo, editar vídeos, imagens e criar histórias”, assim iniciou seus relatos Vander Fernando Araújo, aluno de Produção Multimídia, que, em seu segundo semestre de curso, já possui projetos audiovisuais premiados em concursos e festivas, sendo o mais recente um curta-metragem sobre abuso infantil.

Natural de Suzano, interior de São Paulo, Vander Fernando Araújo de Andrade conta que seu interesse pela área de audiovisual é antigo. “Desde pequeno realizava trabalhos escolares em vídeos”. Sua jornada para se tornar um criador de conteúdos se iniciou em um curso técnico do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), onde ganhou uma bolsa de estudos. “Realizei um técnico em Computação Gráfica, que terminei recentemente e me fez descobrir que era o que queria seguir para carreira profissional”, destacou ele.

Com a escolha profissional já encaminhada, ao se formar no ensino médio, Vander precisava definir a instituição em que estudaria. “Quando busquei informações sobre universidades da Baixada, a Unisanta era uma das mais bem avaliadas. Conheci o curso por recomendações e muitas pesquisas”, comentou o aluno de Produção Multimídia, que não poupa elogios à sua experiência até aqui na faculdade: “Todo o corpo docente do curso tem sido incrível, se adaptando bem à situação da pandemia, em especial, a coordenadora Márcia Okida, que fez com que nós calouros nos sentíssemos bem-vindos, além de, claro, dar todo o apoio necessário em todas as situações”.

O mais recente sucesso de Vander na área que escolheu foi a premiação de seu curta-metragem no Prêmio de Ação Cultural Lei Aldir Blanc – Segmento Artes Visuais, da Prefeitura de Praia Grande. Intitulado “Quando as Luzes se Apagam”, o curta, que conscientiza sobre os danos do abuso infantil por meio de uma personagem fictícia nomeada Clarice, ficou na quinta colocação em um concurso com mais de 200 produções.

Um teaser de “Quando as Luzes se Apagam” já está disponível no youtube (https://www.youtube.com/watch?v=NDASlZ3-YoU). O curta-metragem na íntegra tem seu lançamento marcado para a próxima sexta-feira (20/08), quando poderá ser assistido pelo link: https://youtu.be/I1jfmYaC1DU

Vander conta que ficou sabendo do concurso quando ainda estudava no Senac, por um professor que participou de um edital pela prefeitura de Santos. “Pouco tempo depois, o mesmo edital abriu na prefeitura de Praia Grande e fui incentivado a realizar. Reuni alguns colegas e me propus a dirigir o projeto”, comentou o aluno da Unisanta.

O concurso consistia na apresentação detalhada da proposta e as melhores seriam financiadas. Inicialmente foi cometido um erro e o projeto de Vander não figurava entre os premiados, mas um mês depois a equipe do estudante foi avisada que havia sido premiada.

Sobre o tema delicado, mas de debate necessário do curta-metragem produzido, Vander Fernando comentou: “Um tema como este, infelizmente, é cada vez mais atual. Entretanto as pessoas possuem medo de discuti-lo, criou-se um tabu ao falar disso. A equipe queria fazer um curta sobre um tema que fosse impactar de alguma forma e, sabendo da importância do assunto, tentamos tratá-lo de forma didática e leve para abordar uma situação pesada”.

Vander se diz orgulhoso pela conquista, que não foi a primeira de sua breve, mas bem-sucedida carreira: “Já realizei trabalhos menores para escolas e para o próprio Senac, além de outros concursos e festivais dos quais participei, como o Festival do Minuto, sendo um dos finalistas estaduais, um concurso de quadrinhos do Instituto Maurício de Souza da Turma da Mônica, em que também fui premiado, entre outros”.

Mesmo tão jovem, o calouro de Produção Multimídia da Unisanta já se mostra decidido em suas metas: “Quero ser um profissional reconhecido pelo meu trabalho, quero ser referência e inspiração”.

Por fim, Vander deixou uma mensagem aos seus colegas de curso: “Lutem até o fim, pois independente se a vitória ou o sonho que almejamos não forem conquistados agora, é um pedaço, é um começo, e iremos chegar lá com pequenas vitórias”.