Ana Marcela lança projeto socioeducativo

26

Colaborou Pietro Falbuon.

A atleta da Unisanta Ana Marcela Cunha, seis vezes eleita a melhor do mundo nas águas abertas, quer retribuir para a sociedade o que o esporte lhe proporcionou. Para isso, a nadadora vai lançar o projeto “Sucessores Aquáticos”, que contempla a “Escola de Maratona Aquática” e o circuito “Nadar pelo Brasil”.

“Estou muito feliz com nosso Projeto, quero repartir minhas experiências, agradecer e dar oportunidade de multiplicar o número de adeptos da modalidade e poder ajudar na formação de pessoas saudáveis e de bem com a vida através do esporte”, afirma Ana.

Com metodologia própria, a “Escola de Maratona Aquática” é uma iniciativa de cunho socioeducativo para popularizar a modalidade. A intenção é fazer convênios com prefeituras, academias, clubes e escolas públicas e privadas para aplicação da “metodologia Possenti & Cunha”, criada pelo treinador da nadadora, Fernando Possenti, com participação da atleta. O projeto terá uma plataforma digital para acompanhamento e controle das ações. A ideia é massificar a prática, inclusive como alternativa de atividade física e desportiva curricular. Os primeiros contatos serão iniciados em breve em busca de potenciais interessados.

CIRCUITO NADAR PELO BRASIL

Já o circuito “Nadar pelo Brasil” terá sua primeira temporada em 2020/2021, seguindo as regras da Federação Internacional de Natação (FINA). A prova de abertura, a princípio, será em setembro com a Travessia Internacional Bacia do Tocantins, com apoio da Federação Aquática do Estado de Tocantins (FAETO). Serão seguidos todos os protocolos sanitários recomendados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e pelos órgãos competentes.

A participação de Ana Marcela nos eventos será estritamente esportiva. A atleta continua 100% dedicada à preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, que foram adiados para 2021. A nadadora, inclusive, usará as etapas como forma de treinamento, enquanto uma equipe especializada vai fazer a gestão de todo o projeto.

Cada uma das etapas terá provas para todas as idades: da categoria kids até máster, passando pela elite. Os vencedores de cada uma delas terão premiações especiais. Além disso, em cada uma das cidades que irão receber os eventos haverá palestras sobre temas relacionados à maratona aquática. Para o futuro, um desafio internacional, envolvendo prioritariamente Ana Marcela Cunha e uma atleta estrangeira convidada, também fará parte da programação das etapas.

O Circuito Nadar pelo Brasil terá, desde seu início, a preocupação com o meio ambiente. Serão realizadas parcerias com órgãos ambientais para que sejam feitas algumas ações durante as etapas, e, além disso, será implantada a obrigatoriedade de utilização de copo ou garrafa biodegradável para armazenar a alimentação dos atletas, evitando, assim, o descarte de plástico nas águas.