Sala de Situação dos Recursos Hídricos da Baixada Santista informa o estado de Alerta na região

31

Informe de Riscos Oceanográficos e Meteorológicos

A Agência Metropolitana da Baixada Santista (AGEM), por meio do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista (CONDESB), em parceria com o Núcleo de Pesquisas Hidrodinâmicas da Universidade Santa Cecília (NPH-UNISANTA), tem o prazer de anunciar a divulgação do seu primeiro “Informe de Riscos Oceanográficos e Meteorológicos” para todos os municípios da Baixada Santista.

Este informe é emitido com base nas informações dos sistemas IARA-BS (Implantação do Sistema de Alerta para Ressacas e Alagamentos na Baixada Santista) e SACI-BS (Sistema de Alerta para Chuvas Intensas na Baixada Santista), que compõem a Sala de Situação dos Recursos Hídricos do Comitê da Bacia Hidrográfica da Baixada Santista (CBH-BS).

INFORME AGEM-CONDESB E UNISANTA – 28/06/2024

Sala de Situação dos Recursos Hídricos da Baixada Santista informa o estado de Alerta na região

Considerando o PPDC-Ressacas do Estado de São Paulo (Plano Preventivo de Defesa Civil) para erosão costeira, inundações costeiras e enchentes/alagamentos causados por eventos meteorológico-oceanográficos extremos, a Sala de Situação dos Recursos Hídricos do CBH-BS informa que a região costeira da Baixada Santista estará em estado de Atenção durante o sábado (20/06) e em estado de Alerta entre o domingo (30/06) e a segunda-feira (01/07), devido ao avanço de uma frente fria na região que deixará o mar agitado e o nível do mar mais elevado.

De acordo com a previsão dos modelos numéricos do NPH-Unisanta, as ondas na Baixada Santista podem ultrapassar 3,0m de altura significativa e o nível do mar pode ultrapassar 1,5m na região de orla dos nove municípios e 1,6m no interior do estuário em Santos, São Vicente e Cubatão.

Mais detalhes das previsões para os próximos dias em todos os municípios da Baixada Santista estão disponíveis nos links: https://agem.sp.gov.br/ e http://cbhbs.com.br/plataforma/dashboard/iara_pb.php.

Informamos que as previsões são baseadas em resultados dos modelos numéricos de alta resolução do projeto Iara-BS desenvolvido pelo NPH-Unisanta, que podem sofrer atualizações ao longo do tempo. Por este motivo, recomenda-se o acompanhamento das previsões oceanográficas e meteorológicas e das condições do mar durante os próximos dias.

Este é apenas um boletim informativo, a utilização da informação nele contida é de inteira responsabilidade do usuário. Informe emitido com base nas informações da Sala de Situação dos Recursos Hídricos da Baixada Santista. Apoio: Condesb

Sobre as previsões
Ressaltamos que estas previsões fornecidas em escala hiperlocal para os municípios da Baixada Santista destacam-se pelo fornecimento detalhado de previsões de nível do mar e de altura significativa de ondas, associadas a possíveis ocorrências de chuvas. Essas previsões estão em consonância com o Plano Preventivo de Defesa Civil para Erosão Costeira, Inundações Costeiras e Enchentes/Alagamentos causados por Ressacas do Mar e Marés Altas, instituído e em operação desde 2016 pela Casa Militar do Estado de São Paulo.

Deste modo, estima-se que as previsões e os dados disponibilizados com detalhamento em escala local e temporal possam trazer muitos benefícios para as cidades costeiras, entre eles: auxiliar os municípios a mapearem como os diferentes eventos meteoceanográficos afetam a infraestrutura das cidades, contribuir para ações preventivas e de contingenciamento das defesas civis locais, apoiar os processos de gestão dos sistemas de drenagem urbana e de saneamento, bem como mapear outras vulnerabilidades dos municípios em relação aos eventos oceanográficos e meteorológicos intensos, entre outros.

Em fevereiro deste ano, o CONDESB (Conselho de Desenvolvimento Metropolitano da Baixada Santista) aprovou, de forma unânime, o apoio integral para financiar e garantir a manutenção de dois sistemas que integram a Sala de Situação dos Recursos Hídricos do CBH-BS (Comitê da Bacia Hidrográfica da Baixada Santista). Esses sistemas funcionam em regime contínuo e permanente, 24 horas por dia, 7 dias por semana, para garantir a elevada confiabilidade das previsões meteoceanográficas e a emissão de alertas locais com até 4 dias de antecedência para a Região Metropolitana da Baixada Santista (RMBS).

Desde junho deste ano, a AGEM também está disponibilizando em seu site as previsões dos sistemas IARA-BS e SACI-BS, que fazem parte da Sala de Situação dos Recursos Hídricos da Baixada Santista desde 2022. Em breve, uma nova plataforma dos sistemas IARA-BS e SACI-BS será divulgada.