Unisanta consome energia elétrica de fontes renováveis e colabora para a diminuição da emissão de gases

27

Em 2019, a Universidade Santa Cecília efetuou a migração do mercado cativo para o mercado livre de energia. Desta forma, a Unisanta passou a contratar energia elétrica de fontes renováveis, colaborando com a diminuição da emissão de gases do efeito estufa e outros prejudiciais à atmosfera.

Um dos benefícios desta migração trata-se da Sustentabilidade, que consiste na contratação de energia de fontes renováveis, colaborando para a diminuição da emissão de gases do efeito estufa e outros prejudiciais à atmosfera.

As empresas envolvidas nessa migração, que rendeu à Unisanta um Certificado Comerc-Sinerconsult de Energia Renovável -2020, são a Vivante, que entrega soluções em manutenção, facilities e eficiência energética para empresas de diversos segmentos, e a Comerc Energia, a maior gestora de energia do País.

O certificado reitera o engajamento da Unisanta com a diminuição de gases nocivos, demonstrando compromisso, credibilidade, transparência e a responsabilidade com a sustentabilidade.

Diferenças – O consumidor livre escolhe seu fornecedor de energia, que pode ser um Gerador ou um agente Comercializador. Define preço, prazo e indexação para seu contrato de energia elétrica, além de ter flexibilidade quanto ao montante de consumo. Continua pagando o uso da estrutura física da distribuidora e faz o pagamento da energia contratada diretamente ao vendedor. Não há alteração na forma de entrega da energia, o mundo físico no Mercado Livre de Energia permanece o mesmo do Cativo.

Já no mercado cativo, se compra a energia das concessionárias de distribuição. Cada unidade consumidora paga apenas uma fatura de energia por mês, incluindo o serviço de distribuição e a geração da energia, e as tarifas são reguladas pelo Governo.

Não há alteração na forma de entrega da energia, o mundo físico no mercado livre de energia permanece o mesmo do cativo.