O arisco, driblador e talentoso Arthur Lima é atleta do futsal do Colégio Santa Cecília e destaque na base do Santos FC

219

O Colégio Santa Cecília segue revelando grandes atletas para o futebol da nossa região e a bola da vez é Arthur Lima. O atleta de 12 anos já é um dos destaques na categoria sub-12 na equipe ceciliana de futsal e no futebol de campo do Santos Futebol Clube.

Com contrato assinado com a Adidas desde o começo do ano passado, justamente no dia de seu aniversário de 11 anos, Arthur Lima chegou ao Santos FC depois de passar um bom tempo como atleta federado no Gremetal, clube tradicional na modalidade de futebol de salão da cidade de Santos.

Arthur é natural de São Vicente e seu pai, Thiago Lima, conta que seu filho ele sempre atuava em partidas de futebol da sua cidade, mas uma chance mudou sua carreira. O técnico da categoria sub-7 do Santos FC, na época, Felipe Sá, abriu inscrições para avaliar novos atletas para a modalidade e Thiago inscreveu Arthur para o teste. Após o treino, Sá elogiou muito o atleta e sua qualidade com a bola e externou seu desejo de contar com Arthur no Santos FC para o ano seguinte.

Destaque pelas quadras vestindo a camisa do Santos FC, a chegada ao Santa Cecília aconteceu naturalmente. Graças ao seu talento, Arthur logo começou a brilhar na equipe de futebol de salão ceciliana. “O Santa abriu as portas para ele, deu a oportunidade para ele estar estudando aqui. E vem ajudando, vem aprendendo a parte dos estudos, na parte do futebol também”, comenta Thiago.

“Então, essa parceria (do Santa Cecília) com o Santos FC é muito legal, (porque dá o) suporte para ele crescer e hoje, com o chegada do Fabrício, (que) foi pra categoria sub-13 (do Santos FC) e também é o treinador aqui no Santa, vem colocando em prática, também, a mesma filosofia, que é o desenvolvimento tanto no Santos como no Santa pra ele poder estar galgando o caminho certo”, completa.

Artilheiro da equipe ceciliana na atual edição da Copa TV Tribuna de Futsal Escolar, Arthur admite estar empolgado com a ajuda que o Santa Cecília lhe concede. “Ah, muito legal, né, estar jogando com meus amigos, que também são do Santos FC e do Santa Cecília”, diz o atleta.

Para Thiago, o Colégio Santa Cecília vem sendo muito importante no aspecto dos estudos ao Arthur. “Independente de bola, se vai ser jogador ou não, a gente precisa ter um estudo, eu falo isso pra ele”, aponta.

Quem também aponta que o estudo é um diferencial na vida de qualquer atleta é o técnico do time de futsal no Colégio Santa Cecília e do sub-13 no futebol de campo do Santos, Fabrício Monte. Para ele, um estudo de qualidade pode influenciar diretamente nas decisões que o atleta toma na sua vida, seja como atleta ou pessoa.             

“Ter instrução facilita muito o crescimento do atleta profissional e o Arthur está indo nesse caminho. Muito focado e concentrado naquilo que quer. O Santa Cecília com certeza ajuda nesse processo”, fala o técnico.

Meia no campo e fixo/ala no futsal, Arthur está começando a dar os primeiros passos no futebol de campo. O jovem atleta diz que a principal diferença da quadra para os gramados é o tamanho do campo, mas afirma que já está se adaptando ao estilo de jogo do futebol convencional. “Ah, (em) minha opinião, sim, porque o campo é mais espaçoso, maior, e no futsal, eu jogo de fixo e no campo, eu meio que armo o jogo, aí é diferente”, avalia Arthur.

E esse é o mesmo entendimento de Monte. “Arthur tem uma ótima adaptação, porque tem facilidade de entendimento nos treinamentos. Um garoto muito focado, concentrado do início ao fim. Já tive a oportunidade de trabalhar com muitos garotos que hoje estão fazendo sucesso no futebol. Mas poucos têm o foco do Arthur”, conclui, elogiando a fácil adaptação de Arthur das quadras para o gramado.