Formatura da sexta turma da Universidade para Melhor Idade: celebração de conquistas e aprendizados

380

A sexta turma do projeto da Universidade para Melhor Idade celebrou sua formatura na tarde de ontem, terça-feira, no auditório do bloco E, com muita animação e lembranças das aulas ao longo do ano. O projeto é de responsabilidade da diretoria de pós-graduação e funciona como um curso livre anual. No entanto, a grade curricular recebe novidades todos os anos, o que resulta na repetição das turmas na maioria das vezes.

‘Isso é para proporcionar a eles novas experiências. Nós temos essa parceria consolidada, semelhante à de graduação. A partir do próximo ano, o curso de Psicologia entrará em seu último ano, e os alunos terão uma carga horária obrigatória de práticas a serem feitas com nosso público da melhor idade. Da mesma forma, agora com a biomedicina, que trará um contexto de saúde do idoso e saúde pública. Assim, integramos a graduação a este serviço de extensão de utilidade pública, que é a formação dos nossos jovens da terceira idade’, explicou o professor Rafael Pedrosa.

Já o professor e coordenador do curso, Celso Barros Júnior, explica que tirar esses alunos de casa nesta idade é uma conquista, muitas vezes pela falta de companhia ou atividades

para exercitar a mente: “Aqui, as próprias amizades contribuem para que eles voltem ao normal após a perda de um marido ou companheiro, por exemplo. Eu vejo isso como a coisa mais linda do mundo. Outra coisa que percebo é que os professores me falam que aprendem diariamente com os alunos. Existe uma troca saudável e a alegria chega a ser contagiante”.