Mestre Márcio Santos, docente da Unisanta, receberá a medalha Quintino de Lacerda, na sexta-feira, 31/5

161

A solenidade ocorrerá às 19 horas na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subseção Santos

Por sua contribuição em defesa e promoção da igualdade racial, o docente Márcio Rodrigues dos Santos, o Mestre Márcio, como é conhecido, da Faculdade de Educação Física (FEFESP) da Universidade Santa Cecília (Unisanta), será um dos homenageados que receberão a medalha Quintino de Lacerda.

A solenidade ocorrerá nesta sexta-feira, 31 de maio, na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subseção Santos.

A escolha dos homenageados foi realizada em reunião ordinária, que aconteceu no dia 25/4, do Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra e Promoção de Igualdade Racial de Santos, representados por membros de Mesa Diretora Executiva. Por unanimidade, eles indicaram o Mestre Márcio.

A OAB/Santos fica localizada na Praça Patriarca José Bonifácio, nº 55, em Santos.

Mestre Márcio Santos

Entre os prêmios recebidos por Márcio estão: “Comunidade em Ação” , duas vezes ,  pelo Melhor Projeto Esportivo da Região Metropolitana da Baixada Santista (A TRIBUNA 2015) e pelo Melhor Projeto Social individual da Região Metropolitana da Baixada Santista (A TRIBUNA 2011); Prêmio “Mérito Consciência Negra”-Afrosan Santos (2011);  Prêmio “Irmã Dolores”  da Prefeitura Municipal de Santos (2016).

Coordenador do Projeto Capoeira Escola em Santos e região metropolitana da Baixada Santista, leciona Educação Física e Esporte Adaptado e Pedagogia das Lutas   na Unisanta, onde coordena o curso de Extensão Comunitária “Capoeira para Todos”. Ex-Assessor Parlamentar de Assuntos Desportivos,  da Deputada Estadual Telma de Souza, formou-se em Educação Física em 1999. Tem Pós-Graduação em Treinamento Desportivo e Individualizado (2001). É mestre de Capoeira pela Associação de Capoeira Movimentos (2011) e mestre em Práticas docentes no Ensino Fundamental (2018)

Quintino de Lacerda

Segundo o site da Prefeitura de Santos, Lacerda foi chefe do Quilombo do Jabaquara, primeiro líder político negro de Santos e o mais atuante fomentador da abolição no litoral paulista. O Quilombo do Jabaquara era considerado intransponível, defendido pelas encostas do morro do Jabaquara e com um único acesso permanentemente guardado por sentinelas de Quintino. Personalidades e entidades que se destacaram no ano pela contribuição em defesa e promoção da igualdade racial são homenageados e recebem a medalha.