Pesquisadores de mais de 15 países debatem a ciência e a governança no 12º SETAC

146

Pesquisadores de mais de 15 países debatem o caminho entre a ciência e a governança no 12º SETAC, de 7 a 10/9, na Unisanta

Pesquisadores nacionais e internacionais estarão presentes no 12º SETAC Latin America (Society of Environmental Tecnology and Chemistry), encontro bienal da Sociedade de Toxicologia e Química Ambiental – América Latina, a ser realizado de 7 a 10 de setembro, na Universidade Santa Cecília (Unisanta).  Mais de 500 trabalhos de representantes do Brasil, Argentina, Chile, Peru, Colômbia, Equador, Uruguai, Estados Unidos, Canadá, Espanha, França, Dinamarca, Portugal, China, Austrália e Inglaterra serão apresentados no evento.

O 12º SETAC tem como tema Bridging the gap between science and governance (Abrindo caminho entre a ciência e a governança), e trará assunto de gestão ambiental e grandes discussões para a Cidade de Santos. Governança Costeira, biomarcadores toxicológicos no meio ambiente, microplásticos, ecotoxicologia e legislação estão entre os assuntos a serem debatidos.

“Temos uma sessão dedicada a discutir aspectos socioambientais do acidente em Mariana e mesas voltadas exclusivamente para a gestão costeira. Esses são temas que interessam profundamente Santos pelo seu contexto econômico, político e ambiental”, afirma o presidente da comissão organizadora, Prof. Ítalo Braga.

Na oportunidade, também serão discutidas questões focadas na América Latina e no mundo. “Posso ressaltar, por exemplo, a questão dos contaminantes de preocupação emergente, que são um grupo de moléculas para as quais, até recentemente, não havia um olhar do ponto de vista ambiental”, explica o presidente.

Tradição – “A Unisanta foi escolhida para sediar o encontro por sua tradição e qualidade de pesquisas relacionadas ao meio ambiente, com destaque para seu Laboratório de Ecotoxicologia, fundado em 1991, afirma o Prof. Dr. Augusto Cesar, do Mestrado de Ecologia da Universidade Santa Cecília e docente da Unifesp.

O Laboratório de Ecotoxicologia (Lecotox) da Unisanta tem produzido importantes pesquisas nos diversos níveis educacionais, desde a graduação à pós-graduação, além de ensaios e laudos sobre caracterização e monitoramento da toxicidade em operações complexas como dragagem de portos e toxicidade de efluentes líquidos industriais, entre outros estudos.

Foi criado em 5 de junho de 1991, sendo o primeiro no País a obter o Certificado de Qualidade Internacional ISO 9002, para a realização de ensaios de toxicidade em efluentes líquidos e amostras ambientais. Desde 2006, o Lecotox está acreditado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – INMETRO de acordo com os requisitos estabelecidos na norma da ABNT (NBR ISO/IEC 17025). Essa acreditação junto ao INMETRO refere-se à excelência na realização das atividades de prestação de serviços.

Autoridades internacionais – São esperados para o evento, renomados cientistas no cenário nacional, entre eles o Prof. Dr. Alexander Turra, do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo e o médico, Dr. Paulo Saldiva, diretor do Instituto de Estudos Avançados da USP. Entre as autoridades internacionais estão: o professor Phd Tomás Ángel Del Valls Casillas, da Universidade de Cádiz, na Espanha; o professor Phd Julian Blasco, diretor do Instituto de Ciências Marinhas de Andalucía (CSIC), na Espanha; o professor Phd Michael Newman, diretor executivo de Biologia da Ontogen Corporation e a fundadora da Banyan Biomarkers Inc, Nancy Deslow, professora associada  do Departamento de Ciências Fisiológicas Centro de Medicina e Toxicologia Humana Escola de Medicina Veterinária da Universidade da Flórida.

Representantes do Ministério do Meio Ambiente e de agências de fomento à pesquisa, como CNPq e Fapesp, representantes do IBAMA e de agências ambientais da América Latina também são aguardados.

A SETAC Latin America (LA) é uma das cinco unidades da SETAC Internacional, organização global com a missão de contribuir para a qualidade ambiental por meio da Ciência, com a participação do governo, dos setores produtivos e da academia.

Mais informações no site: https://sla2017.setac.org/