Alunos da Unisanta desenvolvem veículo off road e formam equipe Urubaja visando torneio nacional

146

Para entrar em contato ou conhecer mais a equipe, acesse o Instagram @urubaja ou envie um e-mail para: equipeurubaja@gmail.com

Alunos de diversos cursos da Universidade Santa Cecília fundaram em 2020 a Urubaja, equipe de Baja SAE Brasil da instituição. O time, que é o único do gênero na Baixada Santista, tem como objetivos desenvolver “do zero” um Baja (veículo off road) e participar das competições regional e nacional do programa Baja SAE (Society of Automotive Engineers) Brasil. Para tal, eles buscam patrocinadores que auxiliem na parte logística do processo.

Atualmente com 16 integrantes que estudam nos cursos de Engenharia Mecânica, Civil, Elétrica e de Produção, além do Direito da Unisanta, a Urubaja surgiu com o intuito de resgatar a histórica tradição da Unisanta em competições Baja SAE, nas quais a instituição santista já alcançou a 7ª colocação geral na competição nacional de 2001.

O programa Baja SAE Brasil é um desafio lançado aos estudantes de Engenharia do país, que se envolvem em um caso real de desenvolvimento de um veículo off road, desde sua concepção, projeto detalhado, construção e testes. No Brasil a competição nacional recebe o nome de Competição Baja SAE Brasil e as competições regionais são nomeadas como Etapa Sul, Sudeste e Nordeste.

São três etapas não complementares de competição: as avaliações estáticas e dinâmicas (a última é dividida em provas dinâmicas e de resistência), sendo que a equipe vencedora do Baja nacional ganha o direito de competir da etapa internacional da prova nos Estados Unidos.

O objetivo da equipe Urubaja é participar, em 2022, da competição Baja SAE Nacional e Regional, que reunirá mais de 50 equipes de estudantes de todo o país. Já foi produzido um protótipo de veículo off road, mas os trabalhos e melhoramentos continuam “a todo vapor” na oficina da equipe da Unisanta.

Para a participação no torneio do ano que vem, a Urubaja necessita de, pelo menos, um patrocinador que auxilie no transporte do veículo e dos integrantes do time. São oferecidas 3 cotas de patrocínio: Diamante, Ouro e Apoio (para mais informações, contate a equipe), as quais podem incluir a inserção da logomarca do determinado patrocinador em vários locais, desde o veículo e o uniforme dos membros da equipe até as redes sociais, materiais publicitários, etc.

Confira abaixo a estrutura organizacional da equipe Urubaja:

– Capitão: Ighor Guerra Campos

– Vice-capitão: Ariel Zabini Campos

– Líder da área de Estrutura: Gabriel Santana

Integrantes da área de Estrutura: Gabriel Fernandez e Felipe Marsiglia;

– Líder da área de Suspensão, Direção e Freios: Elisama Pedrosa;

Integrantes da área de Suspensão, Direção e Freios: Nycolas Eduardo e Angela Beatriz Soares;

– Líder da área de Powertrain: Nicolas Chagas;

Integrantes da área de Powertrain: Natali Cordeiro e Leonardo Suckert;

– Líder da área de Administração: Lucas Costa;

Integrantes da área de Administração: Kailani Peixoto e Raphaela Ribeiro;

– Líder da área de Marketing: Ramon França;

– Responsável Jurídico: Diego Gonçalves.

Jornada desafiadora

“Desde pequeno, sou apaixonado por carros, automobilismo, e tenho vontade de projetar e construir máquinas, além de sempre ter tido afinidade com ciências exatas”, assim iniciou sua fala o capitão da equipe Urubaja e aluno do 4º. semestre de Engenharia Mecânica, Ighor Guerra Campos, que também explicou a escolha da Unisanta como instituição de ensino: “Procurei a Unisanta pela tradição, infraestrutura e excelência em ensino, especialmente em Engenharia”.

O futuro engenheiro mecânico santista não esconde os desafios que permearam a trajetória da equipe Urubaja, tais como: “Lidar com diferentes problemas de engenharia, como análises, simulações, projeto e normas, além de desafios na gestão, busca de patrocinadores, aumento da visibilidade do projeto, etc.”, destacou o universitário, que ainda ressaltou: “apesar da pandemia, conseguimos superar os desafios os quais fomos impostos, sendo que hoje estamos com uma equipe bem estruturada e evoluindo no projeto e construção do veículo”.

Entre os destaques que fez, Ighor Campos enfatizou a grande colaboração do coordenador do curso de Engenharia Mecânica, Dr. Carlos Alberto Moino, e do técnico dos laboratórios de Eng. Mecânica, Irineu Penha. “Ambos exercem um papel fundamental no nosso projeto, auxiliando não só em conhecimentos de engenharia, mas também na construção do protótipo e na área de gestão”, comentou o estudante de 18 anos.

Ficha Técnica do veículo em desenvolvimento

Estrutura: aço tubular SAE 1020

– Dimensões: altura: 1500 mm, largura: 1400 mm e comprimento: 2300 mm

Motor:

Briggs & Stratton OHV série 19

Monocilíndrico

Potência: 10 hp

Torque: 1,93 kgf.m a 2600 rpm

Cilindrada: 305cc

Transmissão:

CVT (Continuous Variable Transmission) acoplada à caixa redutora.

– Suspensão

Dianteira: Duplo A

Traseira: Braços do tipo Semi-Trailing Arm

– Freios:

A disco nas 4 rodas com sistema de cilindro mestre duplo

– Direção

Mecânica com sistema do tipo pinhão e cremalheira