CINEME-SE, um Festival sobre afetos e desejos inscritos no tempo, acontece de 6 a 8 de novembro

49

O evento é realizado pela Universidade Santa Cecília, Cineclube Lanterna Mágica e LabCine – Unisanta e Ricci Filmes – Produtora da Experiência do Cinema.

O Festival CINEME-SE da Experiência Audiovisual chega à sua 12ª edição, e este ano acontecerá nos dias 6, 7 e 8 de novembro, de forma gratuita e virtual, na página www.facebook.com/cinemese2020. O Festival foi criado em 2004, em Santos/SP, com o objetivo de estimular a experimentação de realizadores da imagem em movimento, buscando a integração entre o audiovisual imersivo, a gastronomia e a cidade criativa. Trabalha a partir de um conceito colaborativo, construído por meio de visões coletivas de todos os níveis, do roteirista ao espectador. Tem um caráter cultural e não competitivo, visando exibir filmes de longa e curta-metragem e videoperformances que contribuam para promover um maior intercâmbio entre realizadores, pensadores e o espectador. Com isso, torna-se um espaço de construção de sentidos, de investigação e de novas realidades nas múltiplas possibilidades de se fazer cinema.

Num ano de tantas perdas e de algumas conquistas, o Festival traz como tema central o “Cinema, Seus Outros e o Tempo Que Nos Atravessa”. São 16 anos de realizações e agora em sua 12ª edição, em formato on-line, o espectador irá revisitar e experimentar a maneira de ver filmes no formato vertical. Todos os curtas da Mostra de Cinema Vertical serão exibidos durante a realização dos debates, nas salas virtuais que receberão os nomes de personagens da escritora Clarice Lispector. Um gesto para unir a palavra e a imagem em movimento, numa celebração ao centenário de Clarice.

Outro destaque desta edição será o Cinetour Afetivo – Viagem Virtual pela Cinelândia Santista, realizado com degustação às escuras, muita poesia, mistérios e histórias que habitam a paixão santista pelo cinema. Haverá também um cinedebate sobre o centenário do filme “O Gabinete do Dr. Caligari” e o personagem Batman, que serão usados como base para debater o tema “Cinema nas Encruzilhadas do Mundaréu”. A programação também contará com oficinas sobre cinema e o tempo. Já no encerramento, acontecerá um cinedebate, com painéis sobre a Cinelândia Paulistana, onde os convidados abordarão as histórias das salas de cinema e suas experiências em filmar no Centro de São Paulo.

Pelo terceiro ano consecutivo, o CINEME-SE aborda o cinema a partir de Santos e São Paulo. A proposta é construir uma ponte cine imersiva entre o mar e a metrópole. Cada sessão abordará o tema central e expandirá seus conceitos a partir de práticas lúdicas e imersivas com gastronomia e o aroma do café, a bebida que historicamente também uniu as duas cidades.

Realização da Ricci Filmes – Produtora da Experiência do Cinema, Universidade Santa Cecília, Cineclube Lanterna Mágica e LabCine – Unisanta. Com Apoio Cultural da Vídeo Paradiso, SIBi – Unisanta, Okida Arte e Design, Rodiney Assunção, Jota Amaral, Erika Karnauchovas, Claudia Torres, Cine Fagulha, Spcine e Prefeitura de São Paulo.
Mais informações na página do Festival: www.facebook.com/cinemese2020 ou pelo celular 13 98230-4599, falar com Eduardo Ricci (Diretor do Cineme-se).