Poliana Okimoto encerra carreira profissional com o título de Rainha do Mar

49
Foto: Rei e Rainha do Mar

A competição marcou a despedida da atleta, primeira medalhista olímpica feminina do Brasil em desportos aquáticos (Rio 2016).

Poliana Okimoto encerrou sua carreira no esporte profissional neste domingo (10), no Desafio Rei e Rainha do Mar, realizado na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. Aos 34 anos, a nadadora da Universidade Santa Cecília (Unisanta) venceu sua última competição representando a equipe amarela do Brasil, ao lado de Ana Marcela Cunha, também atleta da Unisanta, Allan do Carmo e Fernando Ponte.

“Estou feliz com esse momento, pois tenho certeza que cumpri minha missão. Abri portas para a nova geração e para a minha modalidade. Quando ganhei as primeiras medalhas em campeonatos mundias, ninguém sabia o que era maratona aquática. Estou feliz e honrada em ter levantado a bandeira do pioneirismo em minha carreira. Minha gratidão por todos que torceram por mim e me acompanharam nessa trajetória é imensa”, disse a atleta em suas redes sociais.

A equipe verde do Brasil ficou com a 2ª colocação. Leonardo de Deus e Guilherme Costa, nadadores da Unisanta, integraram o quarteto vice-campeão, que contou ainda com a participação de Betina Lorscheitter e Viviane Jungblut.

Sobre a prova – O Desafio contou com a participação de quartetos mistos (dois homens e dua mulheres) e um percurso com oito voltas. Cada atleta completou duas voltas de 400m (350m de água e 50m de areia). A prova contou com quartetos do Brasil, Américas, Europa e África.

Poliana Okimoto – A atleta se despediu do esporte profissional após 32 anos de carreira, no auge de sua capacidade técnica. Além de conquistar a primeira medalha olímpica feminina em desportos aquáticos (Rio de Janeiro 2016) e ser a primeira nadadora brasileira a ganhar uma medalha em Campeonatos Mundiais (Nápoles 2006), Poliana tem uma carreira repleta de títulos pioneiros, nacionais e internacionais.

Nos Jogos Pan-Americanos de 2007, ganhou a primeira medalha do Brasil na competição. Em 2009, Poliana venceu nove das 11 provas disputadas nas etapas da Copa do Mundo da FINA, sendo recorde em número de vitórias no mesmo ano e a primeira brasileira a vencer a competição. No mesmo Mundial, em Barcelona (2013), foi a primeira e única brasileira a ser campeã na prova olímpica dos 10km e também foi prata nos 5km e bronze na mesma distância por equipe. Em 2009 e 2013, Poliana foi eleita pela FINA como a Melhor Nadadora de Águas Abertas do Mundo.

Ainda neste ano, o nome de Poliana Okimoto passou a integrar o Hall da Fama das Maratonas Aquáticas, um reconhecimento mundial da International Marathon Swimming Hall of Fame (IMSHOF). Poliana é a primeira nadadora brasileira a ser incluída no grupo seleto de notáveis atletas de várias partes do mundo.