Prof. Hélio Hallite explica o risco em nova opção de crediário em cartões de crédito

48

A matéria foi publicada na editoria Economia do jornal desta sexta-feira (29/3) e aborda o novo jeito de fazer compras: crediário no cartão de crédito

O professor de Gestão Ambiental e Logística e Comercio Exterior da Universidade Santa Cecília (Unisanta), Hélio Hallite, foi consultado pelo jornal A Tribuna sobre os cuidados que o consumidor deverá ter a respeito da nova opção de parcelamento de compras, o crediário no cartão de crédito. Segundo ele, as pessoas deverão ficar atentas para não se endividarem.

“Há alternativas, dependendo do relacionamento com o banco, de linhas com juros menores. A chance de se endividar aumenta com mais oferta de crédito”, alerta o docente.

“Não se trata de um novo cartão, mas de uma outra opção de parcelamento dentro do cartão que o produtor já tem”, explica o jornal.

A matéria foi publicada na página B-3 do caderno Economia da edição de sexta-feira (29/3) e traz dados dessa modalidade, que, na prática, amplia as possibilidades de financiamento. O texto ainda salienta que ‘não se trata de um novo cartão, mas de uma outra opção de parcelamento dentro do produto que o consumidor já tem’.

Os juros serão oferecidos a partir de 0,99% ao mês ou com pagamento em até 36 meses. Ainda segundo a matéria, a nova opção será oferecida no ato de passar o cartão de crédito para pagar as compras, e ainda, ‘será possível simular a operação com prazos e taxas antes de fechar o negócio’.

O texto finaliza ressaltando que os primeiros bancos a atender esse novo formato são o Bradesco, que já disponibiliza a opção desde fevereiro; o Santander, que lançará o produto na próxima segunda-feira (1/4) e o Banco do Brasil, que irá disponibilizá-lo na quinta-feira (4/4).