Docente da Unisanta dá dicas sobre como usar a segunda parte do 13º salário de forma consciente, para o jornal A Tribuna

14

Segundo o professor Hélio Hallite, as pessoas deverão utilizar o dinheiro para pagar dívidas, se tiver.

O administrador de empresas, consultor financeiro, economista e professor da Universidade Santa Cecília (Unisanta), Hélio Hallite, foi consultado pelo jornal A Tribuna sobre o que fazer com a antecipação do 13º salário. A matéria, publicada na página A-3 do Caderno Cidades em destaque do dia, da última terça-feira (24), informa que municípios têm a intenção de fazer o pagamento da segunda parcela do salário até 20 de dezembro.

Para Hallite, essa antecipação é positiva para a população, tanto para quem estiver com problemas financeiros quanto para quem está com tudo quitado. “Parte do dinheiro será para pagar as contas. Para quem está com tudo em dia, a recomendação é adquirir os produtos à vista”.

A matéria esclarece o que o pagamento aos servidores públicos municipais da ativa, aposentados e pensionistas da Baixada Santista injetarão mais de R$100 milhões na economia local até dezembro. Em Santos, foram reservados cerca de R$30 milhões para viabilizar o depósito; em Cubatão foi depositado 40% do 13º salário ao funcionalismo e o restante deve estar na conta até 20 de novembro. Itanhaém conta com 3.731 funcionários públicos e antecipou a metade do benefício a 2.400, resta ainda pagar R$7.499 milhões até o fim do ano.  A cidade de Peruíbe antecipou a primeira parte em junho, a outra parte será depositada em dezembro; Praia Grande pagará o 13º salário em parcela única, no dia 9 de novembro.