Top 10 filmes que todo Pedagogo precisa assistir

707

A #DicaSanta de hoje é essa incrível lista dos 10 filmes mais impactantes para os pedagogos, segundo o diretor do curso, profº. Fábio Giordano.

Alguns filmes têm o poder de inspirar, principalmente quando o assunto é educação. Os filmes sugeridos convidam para uma reflexão sobre o papel do professor, do aluno e do sistema educacional e provocam o questionamento do modelo tradicional de ensino. Prepare a pipoca e confira!

  1. O Sorriso de Monalisa

A recém-formada Katherine Watson é contratada para lecionar História da Arte na Wellesley College, uma escola só para mulheres. Além de lecionar, a educadora começa a confrontar os valores conservadores da instituição e a mostrar às suas alunas, de famílias tradicionais, que elas poderiam querer mais do que se casar no futuro.

Resultado de imagem para o sorriso de monalisaFonte: Google Imagens

  1. Uma mente brilhante

Este é um filme baseado no livro A Beautiful Mind: A Biography of John Forbes Nash Jr., de Sylvia Nasar.

O filme conta a história real de John Nash que, aos 21 anos, formulou um teorema que provou sua genialidade. Brilhante, Nash chegou a ganhar o Prêmio Nobel. Ele morreu recentemente em um acidente de carro.

Diagnosticado como esquizofrênico pelos médicos, Nash enfrentou batalhas em sua vida pessoal, lutando até onde pôde. Como contraponto ao seu desequilíbrio está Alicia (Jennifer Connelly), uma de suas ex-alunas com quem se casou e teve um filho.

Resultado de imagem para Uma mente brilhante

Fonte: Google Imagens

  1. Duelo de Titãs

Nos anos 70, numa cidade da Virgínia, a justiça determinou que as escolas deveriam promover a integração entre brancos e negros.

Cumprindo a norma, a escola T. C. Williams substituiu o treinador de futebol americano Bill Yoast, branco, por Herman Boone, negro. Além de não ser bem recebido, o novo treinador tem que lidar com jovens que estão juntos pela primeira vez e que, por preconceito racial, não se dão bem.

Mais do que o esporte, o racismo é o maior desafio que Boone enfrenta para levar o time adiante.

  1. Nenhum a menos

As dificuldades encontradas por uma menina de 13 anos quando tem de substituir seu professor, que viaja para ajudar a mãe doente.

Antes de partir, ele recomenda à garota que não deixe nenhum aluno abandonar a escola durante sua ausência. Então, quando um garoto desaparece da escola, a jovem professora descobre que ele deixou o vilarejo em direção à cidade em busca de emprego, para ajudar no sustento da família.

Seguindo os conselhos de seu professor, ela vai atrás do aluno.

  1. Gênio Indomável

Um garoto dotado de grande inteligência, mas que vive se metendo em encrenca.

Sem família e com pouca educação formal, ele devora livros, mas guarda tudo que aprende para si e procura empregos que dispensam qualificação.

Um dia, um professor do MIT descobre que Will é um gênio e quer o garoto em sua equipe de matemática, mas, como Will tem problemas com a polícia, é preciso fazer um acordo com a justiça.

Então, são impostas duas condições: ele tem que trabalhar com o professor e fazer terapia. Sean Maguire (Robin Willians) é o terapeuta chamado para domar o difícil temperamento do rapaz. Ambos são igualmente teimosos, mas surge uma amizade que convence Will a encarar seu passado e seu futuro.

Resultado de imagem para Gênio Indomável

Fonte: Google Imagens

  1. Sociedade dos poetas mortos

Em 1959, John Keating volta ao tradicionalíssimo internato Welton Academy, onde foi um aluno brilhante, para ser o novo professor de Inglês.

No ambiente soturno da respeitada escola, Keating torna-se uma figura polêmica e malvista, pois acende nos alunos a paixão pela poesia e pela arte e a rebeldia contra as convenções sociais.

Os estudantes, empolgados, ressuscitam a Sociedade dos Poetas Mortos, fundada por Keating em seu tempo de colegial e dedicada ao culto da poesia, do mistério e da amizade.

A tensão entre disciplina e liberdade vai aumentando, os pais dos alunos são contra os novos ideais que seus filhos descobriram, e o conflito leva à tragédia.

Resultado de imagem para Sociedade dos poetas mortos

Fonte: Google Imagens 

  1. Quando tudo começa

Em meio à miséria e à indiferença do governo francês, um professor de uma escola pública se envolve com as situações vividas pelas famílias das crianças e protesta contra as políticas sociais do país.

O filme mostra claramente como se deu o início dos tempos do desemprego estrutural e das mudanças de paradigma para uma educação que contempla o individualismo típico do neoliberalismo.

  1. Tarja Branca

Tratado com seriedade, o direito de brincar é o tema deste documentário, que aborda o conceito de “espírito lúdico” e convida para a reflexão do desenvolvimento do homem adulto.

Filme que mostra a realidade do consumismo infantil atual da nossa sociedade, que retira da criança o direito ao brincar.

  1. Entre os muros da escola

Uma sala de aula na periferia de Paris simboliza o choque cultural presente na França contemporânea: François Marin, um professor francês, busca formas de se aproximar de seus estudantes asiáticos, africanos, árabes e franceses. O longa é baseado no livro homônimo de François Bégaudeau, protagonista da narrativa.

Um filme excelente para trabalhar com os educadores as questões multiculturais e os conceitos de respeito de alteridade.

  1. Quando sinto que já sei

Custeado por meio de financiamento coletivo, o filme registra práticas inovadoras na educação brasileira. Os diretores investigaram iniciativas em oito cidades brasileiras e colheram depoimentos de pais, alunos, educadores e profissionais.

Com direção de Antonio Sagrado, Raul Perez e Anderson Lima, este filme é um retrato bastante atual da educação nacional.