Na hora de pensar em seguir uma carreira, há duas coisas que muitos estudantes que estão quase entrando na faculdade avaliam: a realização profissional (ser bem-sucedido na profissão que escolher) e a realização financeira (ter um bom retorno financeiro).

A realização financeira é importante para se sustentar, mas você não pode escolher uma profissão por achar que é uma área com mercado fácil e que, consequentemente, dá muito dinheiro, em vez de escolher por gosto pessoal.

Quando o foco é o dinheiro que esse trabalho dá, e não há dedicação nem identificação com a carreira, dificilmente se conseguirá sucesso profissional.

Por outro lado, sair-se bem no trabalho que exerce por gostar da área é essencial para um promissor futuro profissional e isso traz muitas vantagens, como felicidade, realização profissional, bem-estar, menos estresse, entre outras.

Obviamente, não há uma resposta exata para esse questionamento. Ao fazer uma avaliação, pense quais são suas prioridades, necessidades e o que funciona melhor para você no trabalho.

O ideal é encontrar a balança entre a realização financeira e a realização profissional e uni-las.

 

Texto: Luiza Pires